02/10/2008

AGCO vence Top Ser Humano 2008

Inclusão de deficientes físicos e mentais na indústria conferiu à emprea um dos prêmios mais importantes no cenário de recursos humanos do país
A AGCO recebeu no dia 1º de outubro, em Porto Alegre, um dos prêmios mais importantes no cenário de recursos humanos do país: o Top Ser Humano 2008. Com o case “AGCO do Brasil: O Desafio da Inclusão de Deficientes Físicos e Mentais na Indústria”, a fabricante de equipamentos agrícolas vai reforçar ainda mais um projeto que nasceu em 2004 e hoje oferece trabalho e dignidade a 87 colaboradores. A iniciativa integra o Projeto ISCA – Inclusão Social, Capacitação e Acessibilidade, que tem como objetivo inserir pessoas com deficiência no mercado de trabalho, contribuindo para qualificação, capacitação e integração desses trabalhadores. Com a parceria de especialistas terceirizados e contando com seu próprio pessoal, essas equipes estudaram a realidade dos deficientes, adequaram as linhas de produção e chegaram a um formato viável, acessível e bem-sucedido de inclusão, superando a barreira dos altos custos operacionais. Através de uma metodologia própria que abrange deficiências físicas e mentais, de várias gradações, sendo elas de moderadas a severas, a AGCO registrou em quatro anos resultados importantes com seu programa. Autistas, deficientes visuais, pessoas com Síndrome de Down, deficientes auditivos bilaterais e outros tipos de portadores de deficiência têm oportunidades de demonstrar capacidades que não comprometem a produtividade da empresa e com zero acidente de trabalho. Segundo a Diretora de Recursos Humanos da AGCO para a América do Sul, Marília Maya, o prêmio Top Ser Humano é uma grande conquista que transformou uma obrigação legal em um prazer: “Os resultados ultrapassam a mera inclusão profissional. As pessoas se sentem transformadas em seu modo de ver a vida, nas suas atitudes, nas suas relações, além de contribuir para uma melhoria geral no ambiente de trabalho como um todo”.