18/11/2008

AGCO anuncia recorde de vendas na América do Sul

Condições agrícolas favoráveis no Brasil e Argentina produzem maiores vendas no varejo
São Paulo, Brasil – A AGCO, Your Agriculture Company, (NYSE: AG), fabricante e distribuidor mundial de equipamentos agrícolas, realizou no dia 13 de novembro uma conferência de imprensa no Clube Hípico Santo Amaro, em São Paulo. O evento destacou a importância do Brasil para a estratégia de crescimento global da AGCO e enfatizou os resultados recém-publicados do terceiro trimestre, indicando fortes vendas na região da América do Sul. “As condições favoráveis de mercado no Brasil e na Argentina contribuíram significativamente para o aumento no volume de vendas durante os primeiros nove meses de 2008”, afirmou Martin Richenhagen, presidente e CEO da AGCO (foto). "Devido à crescente demanda de mercado e aos preços mais altos das commodities no Brasil, tivemos recordes de vendas na América do Sul." “Os tratores e colheitadeiras com a tecnologia da AGCO estabeleceram fortes posições no mercado sul-americano devido, em grande parte, à nossa excelente rede de concessionárias", explicou André M. Carioba, vice-presidente sênior e gerente geral da AGCO na América do Sul. “Além disso, a aquisição da SFIL - Indústria Agrícola Fortaleza Limitada, em 2007, consolidou a estratégia de crescimento da AGCO na América do Sul. No momento, estamos planejando aumentar nossos investimentos na SFIL e, duplicando sua capacidade, expandir nossa participação de mercado em implementos." Sediada em Ibirubá, no Rio Grande do Sul/Brasil, a SFIL fabrica e distribui – principalmente através da Massey Ferguson e das redes de concessionárias Valtra – uma linha de implementos agrícolas que incluem semeadeiras, plantadeiras, plataformas de milho, plaina e concha frontal e distribuidor de fertilizante. As condições estáveis de mercado forte durante o terceiro trimestre de 2008 geraram um crescimento de vendas de mais de 58% no Brasil. Na América do Sul, as vendas das unidades de tratores aumentaram aproximadamente 36% e as vendas das unidades de colheitadeiras aumentaram aproximadamente 87% nos primeiros nove meses de 2008 em comparação com o mesmo período do ano anterior. As vendas no varejo da AGCO na América do Sul, em unidades de tratores e colheitadeiras, também aumentaram nos primeiros nove meses de 2008 em comparação com 2007. No Brasil, as vendas de tratores estão acima dos níveis anteriores de pico, e as vendas de colheitadeiras continuaram sua forte recuperação. Em 2008, o primeiro protótipo da colheitadeira de cana de açúcar foi desenvolvido no cronograma esperado e começou a trabalhar nos campos. Até o final deste ano, serão montados três outros protótipos da colheitadeira de cana de açúcar. O produto é considerado estratégico para o crescimento da AGCO. Além disso, essa colheitadeira está sendo reconhecida como produto de valor para as concessionárias da AGCO, que vão permitir que eles satisfaçam os produtores do plantio até a colheita nesta cultura importante. A AGCO fabrica equipamentos agrícolas em quatro fábricas brasileiras para o mercado sul-americano. As colheitadeiras são produzidas em Santa Rosa (no Rio Grande do Sul) e os tratores são produzidos em fábricas localizadas em Mogi das Cruzes (São Paulo) e Canoas (Rio Grande do Sul). Os implementos agrícolas são fabricados na unidade da SFIL em Ibirubá (Rio Grande do Sul). A AGCO gera aproximadamente 19% de suas vendas na América do Sul e é líder de mercado no Brasil. Foto: Martin Richenhagen, presidente e CEO da AGCO Crédito: João Luiz Oliveira